Paulo Rebelo mita e lucra mais de 160.000 euros em jogo do Manchester City

O português Paulo Rebelo postou recentemente em seu facebook o print de um mega lucro no jogo do Manchester City, onde conseguiu um lucro de 163,038 euros.

Além da imagem, o fenômeno compartilhou um texto que vale a pena ser lido:

“I’m a Trader not a Punter.”

Por Paulo Rebelo:

Embora para ser um bom trader seja necessário ter uma boa dose punter, é a capacidade de poder ajustar a cada instante a posição que, do meu ponto de vista, confere a grande mais valia às bolsas de apostas.

E quantos ajustes tive que fazer à minha posição neste jogo que terminou com um improvável empate do City, e sem golos.

O jogo começou com uma odd do Man City a 1.31, o que, até julguei ter valor tendo em conta que, nesta altura, será provavelmente, a melhor equipa da Europa (e do Mundo). E essa foi a minha ideia inicial, ter mais dinheiro do lado dos blues, à espera que, mais cedo do que tarde, o golo aparecesse, como sempre apareceu.
Mas desta vez não. A minha análise Punter estava errada.

A primeira parte foi intensa, mas sem o número de oportunidades habitual nos jogos do City. Aos poucos comecei a ver valor em apostar contra o City e terminei a primeira parte substancialmente contra a equipa do Pep Guardiola.

Ao intervalo fiz uma ronda pelos restantes mercados da Betfair e encontrei o Under 0,5 a 7.4!!!! Achei uma odd completamente desajustada tendo em conta o que se havia passado na primeira parte, mesmo descontando o facto de ser previsível que o jogo pudesse mudar com as indicações/substituições do Guardiola. Porém valorei também que, à medida que o tempo fosse passando, os jogadores da equipa da casa acreditariam cada vez mais que era possível serem eles a travar os cityzens. Deixei a minha posição no mercado 1X2 (probabilidades) aberta contra o Manchester e atirei-me para o mercado do +/- 0.5 golos, apostando a favor do under. A odd lá veio, obedientemente, por ali abaixo. Houve momentos em que fui reduzindo a minha posição, quando o golo parecia mais provável, mas demorou até a odd chegar ao valor que julgava justo. Ainda assim, nessa altura, mesmo num jogo do City, o mercado simplesmente não tinha liquidez para fechar por completo a minha posição e então apenas me restou ir atirando ao mercando apostas Lay ao Under que este conseguisse absorver.
Chegamos aos descontos, o Lay ao City está a render, mas ainda tenho posição aberta no Under.

Penalty!

Penalty injusto. Não era penalty. O jogador do Palace atirou-se, e assim custa ainda mais perder um Under.
Nada posso fazer.

Uma réstia de esperança aparece ao ver a gola alta tatuada do GK do City. É o Ederson! O Ederson que tantas alegrias me deu enquanto guarda-redes do Benfica (que saudades!). O Ederson que já defendeu penalties este ano. Será pedir muito que se faça justiça e defenda um penalty que não era?

Ederson, os deuses do futebol (que não gostam de simulações), o meu anjo da guarda, a minha tia Tuxa, todos em conjunto, fizeram com que, Milivojevic não conseguisse marcar o penalty.

Quem já me conhece sabe que, sempre que um jogador marca um golo que me faz ganhar uma aposta importante, eu compro a camisola dele (como forma de agradecimento, e também para me lembrar todos os momentos positivos pelos quais já passei. Quando os maus momentos aparecem, ver as minhas camisolas ajuda-me a ultrapassá-los). Hoje, pela primeira vez, vou mandar vir uma camisola dum GK. Mas, ao contrário de todas as outras, não vou jogar com esta. É uma camisola amarela, florescente, feia. Talvez a ponha na mala do carro para servir de colete refletor se for preciso.

PS.: aproveito que estamos último dia do ano para mandar um forte abraço aos meus colegas traders de Portugal. O meu desejo para o próximo ano, do fundo do coração, é que a situação das apostas em Portugal avance e possamos voltar a fazer trading. Quem me dera poder voltar a fazer trading no meu país, e que as nossas conversas, cada vez que vou a Portugal, sejam sobre o próximo jogo e não sobre esta situação injusta e sem sentido que nos priva de fazermos aquilo que mais gostamos.

PS2: Envio também um abraço para o outro lado do Atlântico, para uma comunidade de amigos brasileiros que está agora a dar os primeiros passos no mundo do trading. Sinto no Brasil aquilo que sentimos no Reino Unido no início da Betfair, e posteriormente em Portugal quando o trading explodiu. Muito debate, táticas novas, ajuda e espírito de comunidade. Estou a gostar de (re)ver. Claro, também alguns burlões, erros de principiante, e gente só com certezas, apesar de ter começado há poucos meses. Sejam bem-vindos ao mundo do trading!

Thiago Pessoa tiquinho

Formado em direito pela UFMG, largou tudo para se dedicar ao mundo das apostas. Desde 2010 se dedica a vários sites, tendo como principal o queroapostar.com

Related Posts
Leave a reply