Guia básico do Bitcoin

Guia básico sobre Bitcoins

O valor das bitcoins aumentou 125000% desde 2010! Julian Assange diz que foi graças à criptomoeda que sobreviveu, bem como a Wikileaks quando foi alvo das sanções dos EUA. No entanto, a opinião é unânime… apesar de atualmente estar a dar dinheiro, o futuro é incerto.

Se em 2010 tivesse ido ao banco investir 75€ ao longo de 10 anos, provavelmente agora teria uns 150€ acumulados. Se tivesse pegado no mesmo dinheiro e investido em Bitcoins, digamos que atualmente teria algo como 9,5 milhões!

O aparecimento desta moeda no mundo financeiro foi como um tsunami. Primeiro muitos estranharam (por volta de 2010), mas depois “entranharam” e o seu atual valor é mais de 125000% do que inicialmente.

  • Será que vai valorizar ainda mais?
  • Será que é uma bolha financeira à espera de rebentar?

Para conseguirmos ter resposta a essas duas perguntas, convém perceber o que é bitcoin, como funciona, como pode ser usada e como é convertida em dinheiro real, tendo em conta que é simplesmente uma moeda digital (criptomoeda).

Qual a origem das Bitcoins?

Janeiro de 2009 foi o ano em que se começou a ouvir falar desta moeda digital. O valor da mesma, atualmente, é um número que surge num ecrã, mas que já tem vários modos de uso, há quem já compre bens e pague por serviços com esta criptomoeda.

Surgiu pela mão de Satoshi Nakamoto, numa conta online, através de um processo de “mining” (processo que através do uso de supercomputadores se cria um código complexo constituinte das bitcoins – daí o nome criptomoeda).

Para perceber a valorização que sofreu ao longo dos últimos anos, saiba que no início qualquer um conseguia pagaria uma pizza com dois bitcoins. Agora, essa pizza valeria cerca de 12000$…

1 Valorização Bitcoin desde 2010

O que são criptomoedas?

É uma moeda digital criada com o intuito de ser usada como pagamento por bens ou serviços. Recorre à criptografia como modo seguro de validar transações da moeda bem como controlar o aparecimento de novas unidades da moeda (se bem que existe uma quantidade limite das criptomoedas).

As bitcoins foram a primeira criptomoeda a aparecer, atualmente existem umas dezenas destas criptomoedas baseadas na criptografia. São uma moeda digital descentralizada, sem controlo por parte de entidades governamentais e são comummente designadas como o “dinheiro da internet”.

Atualmente existem cerca de 11 milhões de bitcoins em circulação, mas não se espera que sejam colocadas em circulação mais de 21 milhões de bitcoins (devido às limitações na blockchain).

É seguro usar bitcoin?

As transações entre carteiras bitcoins não requerem informações pessoais dos intervenientes, no entanto estas transações ficam registadas na blockchain, registo que permite evitar que a mesma pessoa use as mesmas bitcoins mais do que uma vez.

É seguro usar bitcoins, e cada vez mais pessoas e serviços estão a recorrer a esta moeda digital para efetuar pagamentos, no entanto alerto para que tenha extremo cuidado para quem envia bitcoins.

  • Transações são irreversíveis: ao contrário dos cartões de crédito, as transações entre bitcoins não se conseguem anular, apenas podem ser devolvidas pela pessoa que recebeu a transação. E é neste ponto que pode estar a contradição ao facto de ser seguro usar bitcoins.
  • Transações são pseudoanónimas: como já referi acima, apesar de não ser gerido por nenhuma entidade bancária, nem ser necessário fornecer dados pessoas, a verdade é que os endereços das bitcoins são possíveis de rastrear, pois todas as transações ficam registadas na blockchain, bem como o caminho que cada uma segue. Mas não é possível ligar a identidade do utilizador aos dados da vida real.
  • Transações são rápidas e globais: assim que é validada a transação esta é confirmada numa questão de minutos, pois decorrem através de uma vasta rede de computadores independentemente da localização física. Não interessa se é com o vizinho ou do outro lado do mundo!
  • A criptomoeda é segura: os bitcoins são protegidos por uma chave pública, sistema de criptografia, em que apenas o dono da chave pode enviar a criptomoeda. Assim, uma forte criptografia e um código deveras complexo, impossibilita a quebra deste esquema. O endereço bitcoin é mais seguro que um banco!
  • Sistema permissivo: não tem que pedir autorização a ninguém para usar as criptomoedas, basta ter acesso ao software e este é gratuito. Depois de criar uma carteira pode começar a transacionar bitcoins ou outras criptomoedas.

Como posso ter Bitcoins?

Primeiro há que perceber como funciona este sistema. E sem entrar em grandes detalhes técnicos, Bitcoin funciona através de um registo público denominado blockchain. É aqui que todas as transações são registadas e mantidas, a essas transações também se dá o nome de blocks.

Assim, cada bloco entra no sistema, é transmitido de computador em computador para ser validado. Assim, os utilizadores do sistema sabem de todas as transações, evitando assim roubos e duplicações de uso da mesma criptomoeda. É um processo que transmite confiança aos detentores da moeda.

Mas então, como ter bitcoins em meu poder? Existem duas formas, através de compra (trading) ou através de produção (mining).

A forma mais rápida é comprar… comprar com recurso a dinheiro real (Dólar, Euro, etc…) através de brokers e vendedores privados. Sendo que alguns brokers mais populares incluem a Coinbase, Bitstamp, ou Blockchain, se bem que existem dezenas pela internet. A este processo dá-se o nome de trading tal e qual negociar ações na bolsa.

Podem ser pagas a dinheiro, cartão de crédito ou débito, bem como transferências bancárias. E nos últimos anos, com o aparecimento de novas criptomoedas até pode comprar bitcoins com outras moedas digitais. Mas não esqueça que primeiro tem que ter uma carteira bitcoin!

Outra forma de conseguir bitcoins é através de mining (nome dado ao modo de criação de bitcoins). Inicialmente qualquer pessoa com um computador poderoso conseguia criar bitcoins, mas atualmente já não é bem assim. Devido à sua enorme popularidade, bem como aumento de valor criar bitcoins tornou-se mais difícil e mais controlado, o que levou a que a quantidade diminuísse drasticamente através deste processo.

Como usar bitcoins?

Precisa de ter uma carteira bitcoin. Existem carteiras online, móveis, ou software; que podem ser usadas através do seu computador, smartphone, ou internet. De lembrar que nenhuma é 100% segura… pois os discos rígidos podem ser corrompidos, enquanto os sites online podem ser alvo de ataques por parte de hackers.

Mas esta é a única maneira de usar bitcoins para pagar por bens e serviços. A sua carteira fica com um endereço e é esse endereço que usará para enviar as bitcoins.

Exemplo de transação de bem por bitcoins:

A Joana quer comprar uma pizza ao Pedro com bitcoins. Ela envia a sua key ao Pedro, que é uma sequência de letras e números, que contém a fonte de transmissão de coins, quantidade e o endereço da carteira digital do Pedro.

Esse endereço é outro código público de letras e números. O Pedro faz um scan da key com o seu smartphone, descodificando-o. Ao mesmo tempo a transação é transmitida para a rede de utilizadores na blockchain que a confirmam ao fim de alguns minutos. Tudo num processo idêntico ao mining, e é gerando assim uma autorização ou não ao Pedro para proceder com a transação.

Quanto vale a criptomoeda Bitcoin?

Quem comprou bitcoins em janeiro de 2017, hoje, janeiro de 2018 terá 10x o seu valor! Sendo que esse é o motivo pelo qual muitos acreditam que esta será uma bolha de investimento pronta a rebentar!

Mas na verdade, ninguém sabe, com grande grau de certeza, o que irá acontecer aos Bitcoins a longo prazo! Tanto que para 2018 é estimado um crescimento do seu valor em 40% na primeira metade do ano! Segundo Ronnie Moas, comentador dos mercados em Wall Street. Noutra análise contrária, num artigo para o jornal The Guardian, Kenneth Rogoff acredita que o preço do Bitcoin irá colapsar no decorrer do ano!

Histórias insólitas envolvendo Bitcoins!

A valorização ganha contornos únicos quando se pensa em algumas das histórias já conhecidas, que são insólitas. Como:

Quando Brit James Howells deitou fora um computador que tinha cerca de 7500 Bitcoins no seu disco rígido, o equivalente (atualmente) a cerca de 56 milhões de euros! E como apenas o computador com que comprou as bitcoins pode ser usado para as reclamar, todo o dinheiro foi dado como perdido… sendo que o computador atualmente estará algures debaixo de um monte de lixo em NewPort, País de Gales.

Invista em apostas esportivas! Comece com 30$ grátis na Betfair:

Mercado das Apostas

Related Posts
Leave a reply